Santos dos Ultimos Dias

MormonWiki, a enciclopédia livre sobre os mórmons escrita da perspectiva dos membros fiéis.<br> ''<nowiki>http://pt.mormonwiki.com/</nowiki>Santos_dos_Ultimos_Dias''

Servizio-mormoni.jpg

Os Santos dos Últimos Dias é um termo que se refere aos membros de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. O termo freqüentemente é encurtado para SUD, ou simplesmente para Santos. Os Mórmons é um apelido frequentemente usado para se referir aos membros, mas grande parte prefere ser chamado de Santos dos Últimos Dias ou simplesmente SUD.

Os Santos dos Últimos Dias são conhecidos por sua devoção à suas famílias, integridade, honestidade e conduta moral, assim como sua boa vontade em ajudar ao próximo. Todas estas coisas são parte de sua vida devido as doutrinas da igreja. É considerado um membro digno da Igreja, uma pessoa que cumpre a palavra de sabedoria, que ensina aos membros a não partilhar álcool, drogas nem cafeína, tal como café e chá preto. Fazem boa alimentação, praticam exercícios acordam e deitam cedo.

Dos membros também é esperado um código estrito de moralidade. Fazem abstinência completa a relações sexuais antes do casamento e são incentivados a manter esta relação com seus companheiros, legal e legitimamente casados.

Numa declaração oficial feita pela Igreja que nós lemos:

“A família é ordenada de Deus... Os filhos têm o direito de nascer dentro dos laços do matrimônio e de ser criados por pai e mãe que honrem os votos matrimoniais com total fidelidade... O casamento e a família bem-sucedidos são estabelecidos e mantidos sob os princípios da fé, da oração, do arrependimento, do respeito, do amor, da compaixão, do trabalho e de atividades recreativas salutares.” ( A Família: Proclamação ao Mundo, 1995)

A Igreja encoraja os Santos dos Últimos dias a criar famílias fortes. Pedem que todas as famílias na igreja reservem um dia na semana para estarem juntos e façam um estudo familiar espiritual.

Desde uma idade bem cedo, membros de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias são encorajados a mostrar seu amor para com os outros atravéz do Serviço. Não é incomum ouvir sobre membros da igreja fornecendo serviço num asilo local, ajudando uma família em necessidade, costurando cobertas e roupas para ajuda humanitária, além de oferecer trabalho voluntário em sua comunidade. A idéia de serviço é ensinada na prática pelos membros dentro da igreja. Os professores, bispos, presidências, esses que fornecem música, e esses que ajudam a divisão em qualquer meio, fazem este trabalho em forma de caridade, não são remunerados pelos seus serviços.

Os membros também são pedidos a doar alimentos para ajudar os necessitados. O primeiro domingo de cada mês é sugerido para esta doação. Neste domingo os membros fazem jejum, ficando 24 horas sem alimentar-se, e assim doam o dinheiro que eles teriam gasto com essas alimentações (ou mais) à Igreja. Este dinheiro é usado para ajudar na alimentação daqueles que têm menos. Às vezes, este fundo é usado para uma necessidade específica. Por exemplo, esta história foi compartilhada pelo Presidente Gordon B. Hinckley:


"Minha mente se volta a um domingo, há poucos anos, quando a Presidência da Igreja pediu que nossos membros consagrassem o valor de seus jejuns para ajudar os desabrigados de famintos em áreas da África, onde nós não temos nenhum membro, mas onde havia muita fome e sofrimento. Na segunda-feira de manhã o dinheiro começou a entrar. Havia centenas de dólares, e logo milhares de dólares, então centenas de milhares de dólares, e então um milhão de dólares. Estes fundos consagrados tornaram-se o meio de poupar muitos que infelizmente morreriam de fome." (Gordon B. Hinckley, Ensign, Nov. 1990, 51).


Os Santos dos Últimos Dias sempre são encorajados continuar melhorando e serem cada vez melhor. Outra vez disse o Presidente Hinckley:


“Possamos pedir ajuda de Deus para sermos mais bondosos, mostrando paciência, estando mais dispostos a perdoar, estando dispostos a caminhar a segunda milha, estender a mão para ajudar aqueles que podem ter pecados e trazer-lhes diante dos frutos do arrependimento, não nos nutrindo de velhos rancores. (Gordon B. Hinckley, "Perdão," Ensign, Nov. 2005, p. 81)


Ser um Santo dos Últimos Dias significa muitas coisas. É um compromisso de coração que exige ocupação e força todos os dias da semana. Ser Santo dos Últimos Dias implica serviço, amor, sacrifício, seguidos de um alto padrão, e acima de tudo, fé em Cristo. Os Santos dos Últimos Dias são de todas as idades, falam vários idiomas diferentes e vivem em seis continentes.

Ferramentas pessoais